Image Map

8 de fev de 2014

Tarde Demais Pra Esquecer (Adaptada) - Capitulo 134°

|
Lua: Queria saber se te amo ou se te odeio. Quero te mandar para bem longe , mas ao mesmo tempo preciso de você por perto. Quero te arrancar do meu coração mas a cada dia te quero de qualquer jeito. E ás vezes percebo que a única maneira de te esquecer é fugindo daqui, indo para um lugar bem longe onde eu nunca encontre com você. Um lugar onde as pessoas não conheçam nossa história, os lugares não me lembrem você, onde nossa musica não toque nas rádios. Um lugar que eu não saiba o que é uma lagrima, não saiba o que significa uma dor no coração e onde desilusões não existam. Eu quero ir para um lugar onde andarei por onde você não andou, que não exista nenhum vestígio seu e onde meus olhos possam percorrer toda volta sem cruzar com os seus. E ficarei por lá até que sua imagem saia da minha mente, que seu sorriso apague de minha memória, que seu cheiro saia do meu corpo e que você saia por fim do meu coração. Pode até ser que isso seja irreal e que eu mesmo me mudando de cidade, estado, pais e até mesmo de planeta , eu continue pensando em você e continue te amando como sempre te amei. Mas não duvido de mais nada.. pois uma lição que aprendi nesses tempos foi. Que tudo é possível nesse nosso amor impossível.

Lua terminou de ler, engoliu todas as lagrimas que podiam cair. Voltou o olhar para a plateia, sorriu tímida e passou o olha por Arthur que embora não derramasse nenhuma lagrimas, o moreno tinha uma expressão que demonstrava que todas aquelas palavras não tinham sido inúteis e incompreensíveis, para todos ali poderiam significar somente um poema de amor, mas para ele significava muito, significava quase tudo.

Lua respirou fundo e disse sorrindo .. 

Lua: E agora essa musica que vou cantar traduz tudo que eu já senti e o que eu sinto até hoje!

Os primeiros acordes saíram e Lua começou a se remexer de acordo com musica logo em seguida fechou os olhos começando a cantar.

Lua: Eu te amava, você fingia
Como um anjo você me tratava
Como se fosse, eu, seu único... ser!
Eu acreditava nas suas mentiras
E você ria às minhas costas
E roubava o melhor, ladrão... você!


Lua abriu os olhos e buscou Arthur com o olhar, e seguiu cantando olhando nos olhos dele...

Lua: 
E eu te digo que eu.
Te dei toda minha força e minha ilusão.
E a mudança me deixa 
Sozinha e confusa 
E cheia de desilusão.
E a dor
que você deixou ao pisar no meu coração 
Se acredita que é você
Já verá quando voltar aqui .
A dor se vai


Percebeu como ele estava começando a ficar vermelho, talvez estivesse sentindo a letra da musica como ela estava ..

Lua: 
E sua sombra me persegue
Me asfixia e me quebra
O fantasma que agora é... você!
Sempre forte, sempre fraco...
Terminar, voltar, nada é estável!
E eu quebro o vício. Aqui!


A loira fechou os olhos e voltou a cantar o refrão enquanto mexia o corpo de acordo com a batida da musica. Depois de cantar o refrão, abriu os olhos novamente e de novo olhou para Arthur e agora olhando fixamente no fundo dos olhos dele ..

Lua: 
Não há nada que dizer, já não tem que mentir
Engolir a sua traição... Já vou embora!
Não existe um perdão, não existimos você e eu
Não aguento sua atitude. Eu vou embora!
...O que você vê é o que sou!
...O que você vê já foi embora!


Lua respirou fundo e voltou a cantar ritmada o refrão até cantar a ultima frase da musica..


A loira se inclinou o corpo agradecendo , forçou um sorriso, se virou e saiu do palco em passos rápidos enquanto escutava aplausos e assovios.

Passou por Melanie que aplaudia a amiga com um sorriso. Assim que a morena viu Lua passando por ela se levantou do banco e abraçou forte a loira.

Melanie: Tava linda demais, perfeita!
Lua: Achou mesmo? *se separou do abraço e olhou pra morena se abanando* Ain , to uma pilha de nervos!
Melanie: Garanto que tocou a quem tinha que tocar!
Lua: Ai tomara! *mordeu o lábio inferior, nervosa *
Melanie: Relaxa e goza! *piscou para a loira*
Lua: Mas bom! *bateu as mãos nas pernas * Eu já vou, não quero esbarrar com ele, sabe? 
Mel
anie: A eu não acredito, Lua Maria! *revirou os olhos* Que criancice !
Lua: Criancice ou não eu to indo nessa ! *dando de ombros* Fui amiga .

Melanie balançou a cabeça e deu um beijo na amiga, se sentou de novo no banco enquanto esperava sua vez. Já Lua saiu o mais rápido possível sem ninguém a notar, entrou em seu carro, que o motorista já lhe esperava na porta, como ela havia pedido. O motorista deu a partida e Lua suspirou descansando a cabeça para trás do banco, tudo havia dado certo... até agora!



Minutos tinham se passado e Lua se encontrava deitada em sua cama, com a mão na cabeça, olhos cerrados e apenas escutando a musica do seu radio tocar. Estava ainda recuperando da apresentação que tinha feito antes e esperava verdadeiramente que Arthur entendesse. Não queria vê-lo e muito menos encara-lo. Tinha deixado bem claro durante a musica que amava ele... e amava muito! Porém, aquilo era impossível. Cada dor, cada lagrima, cada sofrimento e cada promessa jogada fora, não podiam ser apagadas apenas com algumas palavras de amor. Arthur a amava e isso a deixava feliz e ao mesmo tempo infeliz... era como sempre, aquele famoso sentimento contraditório. Como queria escutar um `eu te amo` nos tempos em que era de corpo e alma só do Arthur. Mas agora, mesmo o amando igual ou até mais , sabia que ficar com ele era impossível e que Arthur e Lua era uma história que não ia ter um final feliz. E o que lhe doía mais era que sempre tentou fazer do possível ao impossível para que tudo aquilo desse certo, que tudo que viveu com Arthur fosse igual ao um conto de fadas, mas não, outro pensamento de ilusão para sua coleção.
Era difícil assumir que o amor fracassou e não deu certo, mas ela tinha que seguir em frente e agora que Arthur já tinha sofrido o que ela sofreu... ela estava livre e por fim poderia se livrar desse amor que tanto a machucou, pensava a loira! Talvez ela estivesse certa, talvez não... mas como sempre tudo na vida dela era tão surreal, tão incerto que... Epa! Abriu os olhos quando percebeu que o som parava de tocar. Olhou para direção do aparelho e viu `ele` parado ali a encarando ..

Lua: A- Arthur? *surpresa*



Música é sim do RBD, não venham me xingar porque como sabem essa é uma web adaptada somente nos nomes! 
hahahahahaha sim eu sei,sou malvada! Dependendo dos comentários a três/quatro da tarde posto outro!

3 comentários :

  1. +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  2. SE VC N POSTAR OUTRO EU TE MATOO! SERIO,EU ACORDEI AGR E A PRIMEIRA COISA Q EU FIZ FOI VIM AQ NO BLOG! FAZ MARATONAAA PLEASE! by duda

    ResponderExcluir

*Nada de comentários do tipo "FIRST", indicando que você foi o primeiro a comentar. Isso é ridículo e não acrescenta nada à blogosfera.
*Críticas também são bem-vindas, mas tenha educação ao escrever.
*Só faça comentários a respeito do tema.
*Se quiser fazer propaganda, entre em contato pela c-box.
*Não envie comentários repetidos.
*Não agrida a equipe, por favor.

Agora é só comentar..

Design por: Deborah Sophia - Adapta��o do c�digo por: Bruna Oliveira - C�digo base por: Luiz Felipe