Image Map

13 de jan de 2014

Tarde Demais Pra Esquecer (Adaptada) - Capitulo 110°

|

Lua olhou para Arthur e sorriu por dentro meio incrédula. Nunca esperou uma atitude assim de Arthur, trocar a social dele onde ia ter... mulher, bebida, musica e os amigos, para ficar consolando ela? Só podia ser um milagre ou o apocalipse, talvez...

Arthur: Porque esta me olhando assim?

Disse 
Arthur reparando na feição de Lua de espanto e surpresa ..

Lua: Você está bem ? *olhando-o* Você trocou mesmo a social do Chay pra vir me consolar? Esse não é o 
Arthur, não mesmo ! *balançou a cabeça, sorrindo*Arthur: Qual problema? *a olhando, sorrindo também* Afinal, somos amigos, não é?
Lua: É, somos! *disse abrindo um sorriso cúmplice a 
Arthur*Arthur: Mas então... Para de me enrolar e me conta o que estava pensando!
Lua: Estava pensando nos meus pais... Sabe *tomando uma colherada do sorvete* Eu to com medo! Eles só brigam, brigam e brigam e sei la, eles podem acabar se 
Arthur: Se separando? *interrompendo Lua, ela o olha e afirma com a cabeça* Cara, isso é normal, Lua! Você tem estar preparada.. é chato e tudo mais, mas é normal! Mas pô, eu não acho que o Tio Billy e a Tia Claudia vão se separar, são brigas normais! Meus pais também brigam e...
Lua: 
Arthur! As brigas foram de 7 dias da semana eles brigaram 5 dias! Isso não é normal! *suspirando*
Arthur: É, mas... *hesitou em falar, alias, não sabia mais o que falar* Relaxa, vai ficar tudo bem! *disse a olhando e sorrindo consolador*
Lua: Tomara mesmo !

Arthur observou Lua... ela não parecia muito bem! Suspirou, não gostava de vê-la assim. Até que teve uma ideia !

Arthur: Vem comigo, Luh!

Arthur se levantou da mesa da sorveteria e puxou Lua pela mão, Lua não entendeu nada mas não hesitou se levantou e saiu da sorveteria com ele...

Arthur: Vou te levar a um lugar!
Lua: Lugar? *franzindo a testa* Arthur endoido?
Thur: Não *sorrindo* Lá você vai se animar!
Dulce: Arthur...

Disse, meio amedrontada aonde ele podia levar ela. 
Arthur apenas sorriu e foi puxando Lua, eles não trocaram mais nenhuma palavra, durante o caminho... Lua observava atentamente para tentar descobrir aonde ele estava a levando, percebeu que o lugar era perto da casa dele, já que estavam passando em frente a casa de Arthur e depois ele parou em frente ao matagal que ficava apenas alguns passos distantes da casa dele. Ele sorriu e já ia entrando quando Lua hesitou.

Lua: Arthur Aguiar! *olhando séria para ele* O que você irá fazer comigo dentro de um matagal? 
Arthur: Te estuprar! *olhando para ela, com um olhar maniaco*

Lua arregalou os olhos e tentou fugir, mas 
Arthur sorriu e a segurou mais forte

Lua: ME SOLTA, MANIACO!
Arthur: Ô Lua, deixa de ser idiota! *sorriu, revirando os olhos*Acha mesmo que eu vou te estuprar? 
Lua: Sei lá... *disse descontraída*
Arthur: Tu é muito boba mesmo.. Eu tenho cara de estuprador?
Lua: Ah Thur, tudo acontece nas melhores famílias e...
Arthur: Ta ta *interrompendo-a* Chega! Vamos entrar logo!
Lua: Eu não vou entrar ai sem você me dizer pra que!
Arthur: Ah *sorriu* É um lugar que só eu e meu pai sabemos , então sempre quando quero pensar ou quando estou mal eu vou para ai ! *suspirou* Esse lugar passa tranquilidade! E pode ficar tranquila , não é um matagal , só temos que passar por ele! Agora, vamos!

Lua não resistiu mais e entrou com 
Arthur no matagal.

Andaram durante pouco tempo e Arthur ia direcionando Lua, ele parecia conhecer bem o local. Até que pararam onde só tinha uma grama baixa e na frente de uma grande árvore. Lua olhou para ele e disse, não entendendo direito.

Lua: Ok , uma árvore! Que legal... 
Arthur: Não, Lua! *sorriu* Olha em cima dela!

Lua inclinou a cabeça e olhou para cima e viu ali... Não podia ser! 

Lua: Isso .. isso é .. uma casa na árvore?

Lua sorriu, com os olhinhos brilhando, sempre desejara ter uma dessa como nos filmes americanos que via quando pequena . Arthur sorriu satisfeito ao ver a loira admirando a casinha, ele a olhou e disse...

Arthur: Gostou?
Lua: Nossa *agitada* É linda, como nos filmes!
Arthur: Sim.. eu e meu pai construímos quando eu tinha 6 anos e desde então era um segredo só meu e dele! *Lua olhou para Arthur e sorriu* Até agora, né!
Lua: Mas você não disse que descobriu esses dias?
Arthur: Falei para te tranquilizar, porque você já tava achando que eu ia te estuprar e se eu falasse que ia te levar na minha casinha da arvore você podia não querer vir!
Lua: Arthur *gargalhando* Que ideia é essa? É claro que eu viria, alias, meu sonho quando pequena era ter uma casinha na árvore!
Arthur: É... o meu também, por isso que eu e meu pai montamos uma! *suspirou* Até hoje quando quero ficar sozinha ou pensar sobre a vida eu venho pra cá. Sei la *respirou o ar puro* Aqui me passa tranquilidade!
Lua: Imagino! *com os olhos brilhando, ainda olhando para casa*
Arthur: E você acredita que até hoje ela me aguenta? *sorriu* É velha mas muito resistente! Então, vamos subir? 

Arthur olha para Lua e ela assente, ele faz sinal para ela subir a escada de madeira primeiro e ela começa subindo e ele vai logo atrás.

Ao subirem, Lua e Arthur se abaixaram para passar na portinha e depois se levantaram dentro da casa. A loira sorriu admirando o local, tinha um tapete azul onde cobria todo o chão e o resto era como nos filmes americanos.

Lua: Ai aqui é perfeito! 
Arthur: Você falando assim para que estamos na casa branca! 
Lua: Ah *sorriu sem jeito* É que eu nunca entrei numa casinha da árvore! 

Arthur sorriu e abraçou Lua de lado e disse descontraído.

Arthur: Então. Bem vinda a uma!
Lua: Como você não contou dela a ninguém? * virando o rosto pro lado e olhando Arthur*
Arthur: Não sei *coçando a cabeça* Acho que aqui é meu refugio, sabe? Então era um lugar meu e só! Nunca quis dividir com ninguém.
Lua: Ui, egoísta! *sorrindo*
Arthur: Ah nada a ver!

Os dois sorriram e Lua saiu do abraço se sentando no chão. Arthur se sentou ao lado da loira e ela disse inspirando o ar puro do local...

Lua: Realmente, aqui passa muita tranquilidade!
Arthur: Sim é como se o mundo não existisse !
Lua: Nunca pensei que naquele matagal que eu sempre via perto da sua casa e que sempre tinha medo de entrar por achar que tinha uma onça ou um Jack estripador, pudesse ter esse lugar!
Arthur: É, as aparências enganam! 
Lua: Ô se enganam *disse suspirando e amarrando o cabelo em um nó*

Arthur: Mas então *mirando Lua* Esta melhor?
Lua: Bem melhor *os dois sorriram* Aqui passa uma calma *Chris assente* Me sinto como se não houvesse nenhum problema, nenhuma preocupação .. como se não houvesse nada ali fora... *olhando para o nada* Como que só existisse eu e você!

Arthur a olhou surpreso e Lua percebendo no que tinha dito, sorriu sem graça corando de leve, e depois tentou disfarçar, mas ainda sem olhar para Arthur.

Lua: Er. Não foi isso que eu quis dizer! *disse, desconcertada* Porque como você ta aqui do meu lado eu vejo você então eu sei que você existe e o meu pai e minha mãe e as outras pessoas eu não vejo e ai...
Arthur: Lua! *a interrompeu, sorrindo* Não precisa explicar, eu entendi o que você quis dizer! Eu também me sinto assim.

Lua virou o rosto o olhando e os dois sorriram cúmplice e timidamente. Voltaram a olhar para frente e observar o nada, até que Lua quebra o silencio.

Lua: Arthur
Arthur: Diga.
Lua: Ninguém dos seus amigos já vieram para cá, certo? *Thur assente* Então porque logo eu você veio trazer aqui?

Arthur: Ah *coça a cabeça* é que assim...

Arthur não sabia direito o que falar, alias nem ele sabia ao menos a resposta da pergunta de Lua. Por que tinha a levado ali se era um lugar só dele? Por que confiava tanto em Lua para lhe mostrar a sua casinha na arvore? Por que só em ver a loira mal o coração dele se partia ao meio? Por que só em ver que ela estava sorrindo de novo ele tinha vontade de sorrir? Por que a voz dela o embriagava? Por que ultimamente queria sempre estar com ela? Por que só pensava nela? Por que tinha ciumes dela com qualquer outro homem? Por que queria sempre protege-la de tudo e de todos? Por que a cada gesto, a cada toque, a cada palavra de Lua o fazia se encantar mais e mais por ela? Por que sentia uma vontade absurda de beija-la ou até mesmo de te-la em uma noite? Por que sempre que a via sentia mariposas voando em seu estomago? Por que ela o causava isso? Por que essa admiração toda por Lua? Por que... Por que e Por que? Tragou a saliva, já tinha ideia que o que estava sentindo era mais do que uma atração física, era mais que uma vontade de ter Lua por uma noite em sua cama e só... Era tudo muito estranho, era tudo tão novo, era tudo tão magico. Já estava na hora de enfrentar esse sentimento, já tava na hora de assumir o que sentia e parar de fugir dos sentimentos de seu coração. É, quem diria? O galinha, sem coração, garanhão, Arthur Aguiar estava...

Lua: ARTHUUUUUR

Arthur saltou, despertando de seus pensamentos e olhou para Lua.

Lua: Da pra me responder? Ta com uma cara estranha me olhando a tempos! 

Arthur a olhou e sorriu e disse se aproximando.

Arthur: O que? 

Perguntou ainda perdido em pensamentos

Lua: Porque logo eu você veio trazer aqui?

Arthur
: Por isso !

Sem mais demoras, Arthur passou suas mão entre os cabelos de Lua e a beijou.

2 comentários :

  1. por favor posta mais ta lindo
    Bárbara

    ResponderExcluir
  2. Ai Mds Ta Mto Perfeito Nat *-* AAAAA e Por Favor Poste uns 3 capitulos por dia, não me mate de curiosidade mulher

    ResponderExcluir

*Nada de comentários do tipo "FIRST", indicando que você foi o primeiro a comentar. Isso é ridículo e não acrescenta nada à blogosfera.
*Críticas também são bem-vindas, mas tenha educação ao escrever.
*Só faça comentários a respeito do tema.
*Se quiser fazer propaganda, entre em contato pela c-box.
*Não envie comentários repetidos.
*Não agrida a equipe, por favor.

Agora é só comentar..

Design por: Deborah Sophia - Adapta��o do c�digo por: Bruna Oliveira - C�digo base por: Luiz Felipe