Image Map

4 de fev de 2014

Tarde Demais Pra Esquecer (Adaptada) - Capitulo 131°

|
Diego: Cara, se manda! *ordenou sério* Não vê que a garota esta mal para você ficar implicando com ela?
Thur: Ela esta mal? *sorriu incrédulo enquanto olhava para Lua* Quem tinha que estar mal aqui sou eu! *balançou a cabeça*
Lua: Arthur... *tentando falar alguma coisa* você entendeu tudo...
Thur: Errado? *riu debochado* Eu sei que entendi. Ao pensar que você era pura e doce. Mas eu acabo de me declarar, contar a todos meus sentimento e para que? Você sair de lá para vir aqui fora do colégio se agarrar com esse aí! *apontando para Diego* 
Lua: Arthur
Thur: Você me traiu, Lua! Traiu.
Lua: Arthur. A gente não estava namorando! 
Thur: Mas era como se fosse! Mas eu pensava que... *bateu na cabeça* Como eu sou burro!
Lua: Olha eu...
Thur: Mas eu sabia! *não deixando ela falar* Você vivia de conversinha com esse imbecil aí... sabia que ano era só amizade como você me dizia. Dava para ver pelos sorrisinhos e olhares que ele te mandava.
Diego: Olha só cara *olhando para Arthur* Não estou entendendo porra nenhuma que você esta falando mas eu e Lua não somos apenas amigos e você é só o filho do melhor amigo do pai dela, então para de se meter com a vida dela, ok? E chega dessa ceninha *revirando os olhos* Vamos logo sair Lua? *olhando a loira* 
Lua: Diego *olhando pro moreno, sentindo os olhos marejarem* Para com isso !
Thur: Vocês vão sair? *decepcionado* Não posso acreditar nisso!


Giovanna: Deve ser por você ter uma pegada ruim, Thur! 

Sendo a primeira das pessoas que estavam em volta se manifestar. Giovanna adorou aquilo tudo ali, era o momento ideal para se vingar de Arthur pelas fotos. Alice olhou sorrindo pensando o mesmo que Giovanna e resolveu falar também.

Alice: Tadinha da Lua! *sorriu* Imagino o quanto é ruim ter que aguentar esse beijos do Arthur! Só de pensar me da um... *fingiu vontade de vomitar*
Lua: Não é isso e...

Arthur não conseguia dizer mais nada. Estava parada, olhando Lua, com um olhar tão decepcionado que era pior que qualquer palavra que ele podia dizer. Escutou algumas risada atrás de si e ainda alguns comentários maldosos de Alice e Giovanna. Ele estava estático, não acreditava que estava passando por aquilo, por toda aquela humilhação! Sentiu um ar quente subir em seu interior e de repente seus olhos encheram de água e pela primeira vez. Arthur chorava por uma mulher. Lua assustou ao ver uma solitária e sofrida lagrima escorrer pelo olhar de Arthur. Todos também pararam de fazer qualquer coisa, até Alice e Giovanna. Ficaram surpresos com os olhos arregalados. 
Arthur Aguiar estava chorando? Era uma cena inédita. Todos ali, podiam conhecer Arthur a anos, mas nunca tinham visto ele derramar qualquer lagrima, mesmo nas situações mais difíceis ele sempre se mostrava bem e agora? Ele tinha deixado derramar uma pequena e dolorida lagrima e o mais incrível, a lagrima era por uma mulher. Na hora ninguém duvidou e todos reconheceram que Arthur com certeza devia estar sofrendo e muito. O moreno sentiu Chay e Micael chegar atrás dele e lhe baterem no ombro.

Micael: Vamos brother *puxando 
Arthur* Isso aqui já deu!
Chay: É *passando a mão de leve nas costas de 
Arthur* Vamos embora!

Micael e Chay foram levando Arthur que continuava sem pronunciar nenhuma palavra com o olhar vermelho e vazio. Chay pegou o carro e saiu dali o mais rápido possível que podia com seu amigo. Lua sentou na calçada botando a mão na cabeça, agarrou os joelhos e começou a chorar. 
As pessoas olhavam a cena sem dizer mais nada e começaram a sair dali, até Diego, que sabia que não tinha mais clima em sair com Lua, ele se virou saiu e as únicas que ficaram ao lado de Lua como sempre foram Melanie e Sophia. 
Lua sentiu as amigas sentarem ao seu lado e acariciar os cabelos loiros enquanto diziam palavras de conforto.
Lua mesmo não querendo acabou se vingando de Arthur, era engraçado como as coisas aconteciam, não adiantava querer simular ou querer se vingar de alguém, a vida sabe o que faz e o que cada um merece. Aquele que machuca, fere e humilha alguém um dia ira sentir aquilo na pele também. O jogo virou contra o feiticeiro e Arthur sentiu na pele aquele famoso ditado: tudo que vai, volta e volta em dobro.






Chay levou o amigo até um lugar onde seu avô costumava o levar quando estava triste. Era um ambiente onde tinha uns bancos de pedra e dava a visão a uma bela e natural paisagem.

O céu estava alaranjado com poucas nuvens e o sol já dava indícios que ia sair. Arthur estava sentado no chão observando a paisagem sem pronunciar nenhuma palavra, continuava com o mesmo ar de decepção e magoa. Chay e Micael dividiam um banco de pedra e estavam preocupados com o amigo, desde que saíram do colégio Arthur não tinha mais falado e nem demonstrado nada. Apenas tinha um único olhar perdido e sofrido. Os amigos falavam às vezes palavras de conforto e apoio para Arthur embora parecesse que o loiro nem estava escutando.

Micael: Thur. Vamos, brother! Faz alguma coisa.
Chay: É irmãozinho, sai dessa!

Arthur suspirou e só então se pronunciou. Virou o rosto, olhando os amigos e disse entre um sussurro.

Thur: Ta doendo... doendo demais!

Ao terminar de falar Arthur escondeu o rosto nos joelhos, os abraçando. Micael e Chay se entreolharam, suspiraram triste, viram as costas de Arthur indo para cima e para baixo e escutaram quase não auditivos soluços que Arthur dava e aí perceberam que o amigo estava chorando... de novo! Os dois desceram do banco e se sentaram ao lado de Thur. Micael passou a mão pelas costas de Arthur e Chay falou...






Chay: Arthur, já foi cara! Ergue a cabeça e bola pra frente.
Thur: Não da, não da! *repetiu para si mesmo, balançando a cabeça ainda escondendo o rosto*
Micael: Que não da o que? *negou com a cabeça* Cadê o Arthur
 de antes, hein? Aquele cara que sempre estava bem com tudo e que nada o derrubava? O meu amigo que conseguia sempre ver o lado bom e sempre saia por cima das situações? Aquele que de anos de amizade nunca o vi chorar por nada e por ninguém? * bateu de leve das costas de Arthur* Cadê o meu amigo de antes, hein?

Arthur levantou o rosto e olhou para o amigo. Micael pode perceber o rosto molhado e os olhos vermelhos do mesmo. Arthur tragou a saliva e negou com a cabeça enquanto disse deixando derramar mais lagrimas.

Thur: Morreu *negou com a cabeça* Aquele Arthur não existe mais.

Thur se tacou no ombro do amigo e voltou a chorar ali. Micael sentiu sua camisa ficando molhada e abriu os braços abraçando Arthur. Chay passou de leve a mão nas costas do amigo dando apoio e Arthur não falava mais nada, apenas derramavas lagrimas tentando retirar aquela dor no seu interior que doía, doía demais.






Lua continuava na calçada abraçada a pernas enquanto caia no choro. Sophia e Melanie estavam sentadas ao lado da amiga dando apoio para a mesma, que estava inconsolável. A loira levantou o rosto e olhou para as amigas com os olhos inchados de derramar lagrimas. 
Lua: Deu tudo errado! *fungando o choro*
Melanie: Não fala assim, amiga! Você não teve culpa... aconteceu.
Lua: Eu não queria me vingar mais! *passou as mãos no cabelo* Eu não desejava aquela dor para ninguém, a única coisa que queria era ele se sentir a humilhação, mas ele *tragou a saliva, parando de falar e voltou a chorar*
Sophia: Não chora, amor! *segurando a mão de 
Lua* Ninguém esperava isso do Arthur, ele pegou a todos de surpresa.Lua: Mas foi tudo tão rápido *limpando as lagrimas* Eu não entendi nada, quando vi já escutava risadas e aquelas duas la zuando o Thur e ele com aquele olhar *botou a mão no coração* Dói só de lembrar!
Melanie: 
Lua... *olhando a amiga com compaixão* Se tudo aquilo aconteceu foi porque tinha que acontecer. Um dia o Arthur ia ter que pagar por tudo que ele fez, não só com você, mas com todas as garotas que passaram por ele. Você desistiu da vingança e que aconteceu? A vida deu a lição nele, amiga! *suspirou* Ele precisava disso e quem sabe só assim ele vai mudar.Lua: Mas é tão ruim *balançando com a cabeça* Ninguém merece sentir o que eu senti!
Melanie: Talvez o Arthur precisasse! 
Lua: Ele me ama gente! *negou com a cabeça, chorando mais* Isso não podia acontecer, você não entendem? 
Sophia: Mas aconteceu, 
Lua! E você não pode mas fazer nada *olhou firme para a amiga* Agora limpa essas lagrimas por favor? *passando a mão no rosto da loira, limpando as lagrimas da amiga* E vamos sair daqui, estamos a quase uma hora sentadas aqui!

Lua: Sophia!
Sophia: Sophia nada ! *se levantou da calçada e puxou 
Lua* Vamos! Bola pra frente que a vida continua !
Melanie: Ela esta certa 
Lua! Vamos, ânimo.Lua: Meninas...

Disse 
Lua de contragosto enquanto levantava por ser puxada por Melanie e Sophia.

Melanie: Tu já sofreu demais, amiga! Chega de dor... CHEGA!
Lua: Mas é que ..
Sophia: Mas é que nada ! Vamos para minha casa fazer uma programação de meninas para você se animar *séria* E eu não ADMITO mais uma lagrima sua. 
Lua balançou a cabeça e não disse mais nada. Melanie e Sophia foram a puxando e as três foram até a casa de Sophia a pé mesmo, já que a casa da loira só ficava a um quarteirão da escola. 
Lua pelo caminho não falava nada, apenas olhava para o chão com o olhar perdido enquanto escutava as palhaçadas que Sophia e Melanie faziam para tentar anima-la.

5 comentários :

  1. Ai mds mds mds. Posta restado se acertantando. Logo. Ta me dando. Uns nervos ja. E ta devendo um capitulo. De Intervalo. Aproveita

    ResponderExcluir
  2. O q esta esperando para postar o proximo? Ahhh quero +++++

    ResponderExcluir
  3. AAH PARA TUDO! EU TO NO CHAO! CARAI MAN! mas bem q ele mereceu... mas deu dó. Aaah ja chega de dor e sofrimento. Vamos animar! By duda

    ResponderExcluir

*Nada de comentários do tipo "FIRST", indicando que você foi o primeiro a comentar. Isso é ridículo e não acrescenta nada à blogosfera.
*Críticas também são bem-vindas, mas tenha educação ao escrever.
*Só faça comentários a respeito do tema.
*Se quiser fazer propaganda, entre em contato pela c-box.
*Não envie comentários repetidos.
*Não agrida a equipe, por favor.

Agora é só comentar..

Design por: Deborah Sophia - Adapta��o do c�digo por: Bruna Oliveira - C�digo base por: Luiz Felipe