Image Map

8 de abr de 2014

Planos Impossíveis [Cap. 02]

|



POVS Lua
Antes que alguns pensem que estava sendo dramática, digo que não estava. Eu estava um pouco (para não dizer totalmente) confusa por causa da idiota da Giovanna. Mas, eu mesmo disse que não queria nada com o Arthur. Talvez a melhor coisa que eu deveria ter feito era ter esquecido a cena que vi. Mesmo assim eu não conseguia tirar aquilo do meu pensamento. Melhor eu contar o resto da história; acompanhem...

Lua: - Fiquei com uma cara muito frustrada. - Gente...

Arthur: Lua?! Não é nada do que você pode ou deve pensar!

Giovanna: O que tem Arthur? A Lua não está interessada em você, pois ela mesma me disse.

Lua: Vou ir embora, tchau! - Saí correndo.

Arthur: Volte aqui Lua, nossa conversa ainda não acabou!

Giovanna: Ela é assim mesmo sabia? Ela gosta de fazer drama na frente das pessoas. O que achou desse beijo Arthur?

Arthur: Como tu tem a cara de pau oco de me perguntar uma coisa dessas? É óbvio que eu não gostei! Preferia ter beijado outra menina, aliás, ser beijado! Que droga!

Giovanna: Também não precisa falar dessa maneira. Eu apenas quero ficar com você.

Arthur: Ficar comigo? Não sou do tipo que fica com qualquer uma! Muito menos uma qualquer como você!

Giovanna: - Dei um tapa no rosto do Arthur. - "Uma qualquer"?! Me respeite seu idiota. - Fui embora.

Arthur: - Passei a mão em meu rosto. - Vagabunda!

 Se eu disser que depois disso eu não quero o Arthur estou mentindo! Ainda continuo gostando dele, mas agora me veio um pensamento na cabeça: ele gosta de mim? Acho que não! Ele beijou a Giovanna e tudo... Mas a Giovanna também não é flor que se cheire. E o que eu estou fazendo? Deitada em uma cama com os braços cruzados enquanto os dois pombinhos devem estar no maior amasso agora.

Alguns dias depois...

Giovanna: Lua, você ainda tá bolada comigo?

Lua: Não Giovanna, eu não estou! E porque eu estaria?

Giovanna: Ah, sei lá! Tu ficou estranha comigo desde aquele dia.

Lua: Quer que eu fale mesmo?

Giovanna: Claro! Não estou com sua boca!

Lua: Idiota! Poxa, eu estou/estava gostando do Arthur, sabia? E você vai e beija ele? Assim não dá Giovanna, mas não dá mesmo.

Giovanna: Gostando do Arthur? Mas foi ele quem me beijou e tudo. Eu não iria me afastar e deixar ele beijar os ventos, mas eu também gosto dele. E aí?

Lua: E aí o que?

Giovanna: Com quem o Arthur vai ficar?

Lua: E eu lá tenho bola de cristal para prever isso?

Giovanna: - O sinal tocou. - Vai começar a aula de Biologia!

Lua: Melhor irmos logo.

Já passava das quatro da tarde e o Arthur ainda nem havia saído do quarto. Não tinha comido nada, nem ido ao banheiro. Acho que nem da cama ele se levantou. A tia dele, a Fernanda, já estava cansada de chamá-lo e receber um 'não' como resposta. E ele estava pensando no quê? É nessas horas que eu gostaria de poder ler os pensamentos das pessoas. Ele estava pensando naquele dia? Em mim? Na Giovanna? Preciso saber.

Fernanda: - Estava ao lado do quarto do Arthur. - Arthur, você ainda não saiu desse quarto hoje! O que está acontecendo?

Arthur: - Me virei de lado. - Nada tia, fique tranquila.

Fernanda: E por que está falando dessa maneira?

Arthur: Deve ser o clima, a sra. sabe que sou muito sensível e qualquer coisinha me deixa nesse estado.

Fernanda: Eu não sabia disso Arthur! Dá pra me contar a verdade?

Arthur: - Fiquei com raiva. - Que droga tia! Me deixa sozinho aqui, por favor! Merda!

Fernanda: Se quer assim... Se precisar pode chamar.

Realmente o Arthur estava muito diferente. E o pior é saber que eu não sabia o motivo para ele ficar daquele jeito. Deve ser por minha causa, ele talvez nunca tivesse gostado de mim e sim da Giovanna. O melhor seria ele ter ficado com ela mesmo, quem sabe assim ele estaria normal como antes. E vocês acham que eu iria desistir assim tão fácil? Eu iria lutar com todas as minhas forças para conquistá-lo.

Lua: Giovanna, vamos embora!

Giovanna: Calma besta! Até amanhã amigas, eu estarei online naquela rede social, ok? Podem falar comigo a vontade.

Lua: O meu pai não vai vir buscar a gente. Ele teve um compromisso.

Giovanna: O meu também Lua! Como vamos voltar para casa?

Lua: Vamos de ônibus?

Giovanna: O quê? Querida, eu não ando de ônibus nem morta. Sou chique até o fim!

Lua: Eu vou! Fique aí então.

Giovanna: Ok Lua, vamos!

Eu sempre gostei de andar em ônibus. Acho tão legal e é um transporte muito utilizado em todos os lugares. Agora a Giovanna? Estava em pé segurando em uma poltrona e quase caía quando o ônibus dava uma volta. Deve ser porque ela não foi acostuma á andar de ônibus. E o Arthur? Ele já saiu do quarto?

Arthur: Tia, desculpe ter falado com a sra. daquela maneira. Esses dias eu não estou nada bem.

Fernanda: Não precisa se desculpar! Não fique assim Arthur. Olhe, fiz aquela torta de maça que você adora.

Arthur: Acho que com ela ficarei bem melhor. Vamos comer?

Fernanda: Vamos sim meu lindo.

Arthur: - Agora eu sei exatamente o que fazer! - Tia, não vai dar para eu ir acompanhá-la agora, mas quando eu voltar eu prometo que irei comer uma fatia. Beijo. - Fui até a porta e saí.

Fernanda: Onde você vai Arthur? Acho que irei ficar sozinha.

Eu estava sentada em frente a minha casa e lendo um livro de romance. Era um romance bem picante, com cenas e diálogos muito depressivos. Não era adequado para a minha idade, mas eu sempre costumava ler esse tipo de livro. De repente o Arthur aparece.

Arthur: Lua, desculpe! A Giovanna que veio me beijando e quando dei por visto ela já estava me beijando. Acho que ela fez isso propositalmente.

Lua: Como? Mas ela me disse que foi você quem a beijou. Mas isso nem importa pra mim, pois eu não tenha nada com você...

Arthur: E gostaria de ter?

Lua: Bem...

Antes de eu terminar de falar, ele veio até mim e me beijou fortemente e apaixonadamente.

Continua...

2 comentários :

*Nada de comentários do tipo "FIRST", indicando que você foi o primeiro a comentar. Isso é ridículo e não acrescenta nada à blogosfera.
*Críticas também são bem-vindas, mas tenha educação ao escrever.
*Só faça comentários a respeito do tema.
*Se quiser fazer propaganda, entre em contato pela c-box.
*Não envie comentários repetidos.
*Não agrida a equipe, por favor.

Agora é só comentar..

Design por: Deborah Sophia - Adapta��o do c�digo por: Bruna Oliveira - C�digo base por: Luiz Felipe